sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

GP2 Asiática



Vai começar a GP2 Asiática. A novidade automobilística oriunda da já famosa GP2 Européia, principal categoria de acesso à F1.

Esta fase, inteiramente disputada na Ásia, já chega trazendo grandes vantagens a todos. Para nós, fãs de automobilismo, é a chance de diminuir a DPT (Depressão Pós Temporada). Já as equipes e patrocinadores estão em festa, pois explorarão novos mercados e irão em busca dos petrodólares. E por fim os pilotos, que têm uma chance de ouro para aprimorar suas técnicas, assim como "pegar a mão" dos novos carros e chegarem à fase européia com o máximo de desempenho, já que aí estarão sob os olhares atentos do mundo da Fórmula 1.

A categoria foi idealizada para atrair a atenção do público asiático para o automobilismo de ponta. E além disso, revelar talentos orientais das pistas. Por isso a participação de pilotos japonenses, indianos, paquistaneses e chineses foi encorajada.

Calendário

Serão 10 etapas em rodadas duplas:

25-26/01 – Dubai, Emirados Árabes
16-17/02 – Indonésia
22-23/03 – Malásia
05-06/04 – Bahrein
11-12/04 - Dubai
O Carro



Para a GP2 Asiática as eqipes usarão o mesmo carro que disputou a temporada 2007 da GP2 Européia. Entretanto, os motores sofreram uma pequena alteração e tiveram seu regime de giros reduzido de 9700 rpm para 8500 rpm, diminuindo a sua potência de 600 para 500 cavalos. Essa foi uma exigência de segurança da FIA, já que haveriam muitos "calouros" disputando as provas.

Os Brasileiros


Bruno Senna

Com a experiência adquirida na temporada de 2007, Bruno Senna desponta como um dos favoritos ao título da GP2 Asiática. A bordo de um carro da equipe iSport, atual campeã da GP2, o principal objetivo do brasileiro é acumular quilometragem e chegar "no ponto" para a fase européia, que pode vir a ser seu trampolim para disputar a F1 em 2009.




Alberto Valério

Depois de uma temporda na F-3 inglesa, Valério terá sua primeira experiência na GP2. Um bom resultado com a equipe Durango na Ásia pode significar uma extensão de contrato para disputar a fase européia da categoria.







Diego Nunes

Outro brasileiro que procura visibilidade nas categorias de ponta do automobilismo europeu. Em 2007 disputou a F-3000 européia. Em 2008, com a Campos Racing, sonha com um lugar ao sol na GP2, a vitrine da F1.

2 comentários:

formula uno a lo camba disse...

é bom ver tantos Brasileiros, eu estava preocupado pela falta de latinoamericanos nas categorias-escola

Anônimo disse...

Olá.
Primeiramente parabéns pelo site de vocês.
Também sou um fã de automobilismo e gostaria de lhes propor um acordo. Tenho um contato grande com o piloto da GP2 Diego Nunes e gostaria de ver mais divulgação dele.
Por favor entrem em contato comigo.
bruno_s76@hotmail.com
obrigado