domingo, 28 de março de 2010

GP da Austrália: O chuvisco que fez a diferença!

Toda vez que chove em Albert Park todos ficam de cabelos em pé. Terror e pânico! O circuito australiano, montado em no parque de mesmo nome em Melbourne, é um terror para a aderência, mesmo em dias de pista seca. Resultado? Muito raramente mais que 15 carros terminam esta prova. Em 2008 foram apenas 8. Ano passado, 12. E este ano, com pista úmida a história não foi diferente. Minutos antes da largada uma chuva deixou a pista molhada. Por isso, todos optaram por largar com pneus intermediários. Chuva + Traçado desafiador são ingredientes fundamentais para uma prova emocionante, bem diferente do maçante GP do Bahrein disputado há 15 dias.
Logo na largada, simplesmente Alonso, Schumacher e Button se engalfinharam. Sobrou para Schumacher e Alonso, que acabaram no fim do grid.Kobayashi, Hulckenberg e Buemi também se engalfinharam em um acidente inacreditável, sem vitimas, ainda bem. Já Massa e Kubica se deram bem e conquistaram algumas posições.
Mas o que mais garantiu a emoção nesta corrida foi com certeza a condição instável da pista. Na volta 7 Button deu o pulo do gato (que no início pareceu tiro no pé) e colocou pneus de pista seca. Duas voltas depois todos os pilotos foram para os pits fazer o mesmo. E o que determinou quem se deu bem ou não foi justamente a capacidade de conservar pneus. Nisso, a Red Bull, que parecia dominar a corrida, acabou se dando mal, com o incidente de Vettel e o rendimento decadente de Webber. Nisso, Button acabou abocanhando o GP da Austrália, seguido de Kubica e Massa. ALonso, Rosberg, Hamilton, Liuzzi, Barrichello, Webber e Schumacher completaram a zona de pontos.

crédito: Tazio

Marretadas
  • Schumacher: está certo que ele se envolveu na cofusão dos campeões na primeira volta, mas deu pra perceber que pilotar na Austrália hoje foi tarefa dura para o Schumacher. Passou 40 voltas atrás de Alguerssuari!
  • Amadoras: Lei dos 107% do tempo, já! Hispania e Virgin ainda estão na GP2. Acho que di Grassi e Senna entraram numa gelada!
  • Horário: O GP da Austrália era um dos nossos favoritos. Começava à meia noite, dava tempo de sair, ir para o Shopping, passar no Butequis e ainda chegar em casa a tempo de arrumar tudo para ver a largada. Mas esse horário quase-GPda MAlásia não dá! Três da manhã, a corrida acaba às 04:30... super penoso! Fora que acho perigoso pilotar naquele crepúsculo australiano... a corrida acabou quase no escuro!
  • Azar: Tiraram o nome do Raikkonen da macumba e colocaram o do Vettel. 2 vitórias quase garantidas que escaparam por problemas mecânicos totalmente incomuns: uma vela de motor rachada no Bahrein e um porca da roda quebrada na Austrália. Uma pena, pois Vettel já seria o líder disparado se tivesse conseguido vencer ambas as provas...

Pontos positivos:
  • Button: Com toda essa condição de pista "melada" mostrou que é campeão do mundo não pelo arrojo, mas pela suavidade. Button sabe conservar o carro e principalmente os pneus. Quando todo mundo sofria com desgaste, ele estava com pneus zerados e um carro na mão.
  • Chuva: quer corrida emocionante? Molhe a pista! Este componente aleatório é determinante para corrida boa (em pistas que não sejam marca Tilke). Hoje a chuva, mesmo fraca, fez a diferença e proporcionou uma ótima corrida, espantando um pouco o fantasma do tédio nas provas da F1.
  • Ferrari: comeu pelas beiradas a corrida inteira (tirando a grande largada de Massa). Alonso e Massa tiveram dificuldades, mas ainda conseguiram ganhar muitos pontos importantíssimos para o campeonato. Mas é bom ficar de olho, porque o carro da McLaren hoje mostrou-se muito equilibrado e certamente vai dar muito trabalho!
  • Largada do Massa: redimiu-se da largada ruim no Bahrein pulando de 5º para 2º hoje... sabe-se lá onde ele arranjou tração para conseguir pular tanto antes da prumeira curva.

Deu merda: Hamilton x Webber e Hamilton x Webber x Alonso
Nas duas condições de ultrapassagem, alguém acabou catando um tatu. E temos dois reincidentes! Mas não vamos condená-los, afinal, alguém tem que colocar a faca nos dentes e amarrar a faixa de Rambo na cabeça pra dar emoção ao negócio!

Roda Bahiana: Fernando Alonso
Antes que me crucifiquem, vou deixar avisado! ISso não é prova de que Alonso é piloto-peba! NAda disso!! Mas aquela rodada com direito a ir contra a correnteza colocu uma pimenta na corrida antes da primeira curva! E óbvio, Alonso fez a gente pagar a língua, recuperando-se de forma espetacular e ainda garantindo a 4ª colocação... Mas que é bom cutucar a onça com vara curta de vez em quando é, né?

Troféu F1-V8: Robert Kubica
Tirou leite de pedra a bordo do Renault Sendero pintado de amarelo que deram pra ele pilotar! Foi oportunista na largada e na relargada e conseguiu manter o ritmo mesmo com pista em condição difícil e com desgaste de pneus. Voltou ao pódio e parece espantar a má fase que o assola desde ano passado. Espero que o Kubica volte a fazer grandes corridas, mas ele poderia ir ao pódio de bala clava! Pense num bichinho fraco de aparência, affe! 
 
Perguntas instigantes: Pode-se considerar a Renault como uma candidata a mais pódios e vitórias em 2010???

Pra quem dormiu ...

Ou trabalhou como eu, aí vai o link da Globo para assistir ao GP da Austrália na íntegra.

Assiste aí!!


sexta-feira, 26 de março de 2010

Quer trabalhar na F1? Pergunte-me como!


 A proposta é bem indecente, mas é realidade. A Renault F1 Team acaba de lançar seu programa de estágio anual. O processo seletivo desenvolvido pela Altran Academy vai premiar 2 projetos sobre inovação tecnológica aplicável para a F1 em qualquer uma das grandes áreas de interesse da equipe: erodinâmica, sistemas de controle e eletrônica, desenho e análise, engenharia de desempenho, poder de recuperação de energia, materiais de pesquisa e desenvolvimento, transdutores e tecnologia de teste ou dinâmica de veículo. 
Desta vez serão duas vagas oferecidas. Um escolhido irá trabalhar na sede de Enstone, na Inglaterra e a outra criatura sortuda irá estagiar na sede francesa da Renault, em Viry-Châtillon. Os benefícios (além do estágio na Renault F1) serão uma bolsa de 6.500,00 euros, um carro da empresa com vale-combustível e auxílio moradia. Para fazer a inscrição, o candidato deve ser formando ou recém formado (graduados em 2008 ou 2009) em cursos da área de Ciência e Tecnologia. Para inscrever-se, o candidato deve escrever um Resumo (abstract) do projeto e um resumo expandido de até 500 palavras no site da Altran Academy até 28 de maio. Os finalistas serão conhecidos em 14 de junhoe terão que defender seu projeto lá na Inglaterra (ano passado as passagens foram custeadas pela Altran Academy). 
Este já é o 7º ano do programa e um brasileiro já foi o escolhido em 2008. Quem sabe esta não é a grande chance que vc esperava?

domingo, 21 de março de 2010

Ayrton Senna, 50 anos...


"O que sinto num carro a 300 km/h? Emoção, prazer, desafio..." Ayrton Senna

domingo, 14 de março de 2010

GP do Bahrein: Começou!

Crédito: GPUpdate

Agora sim as verdades começam a ser reveladas. Semana passada estávamos em um mar de dúvidas, agora já começamos a tatear o que será esta temporada da F1. 
Neste Grande Prêmio do Bahrein, ainda esperava-se para ver algumas reações, principalemtne de Schumacher e da Mercedes, que prometiam (e ainda prometem) dar muito trabalho. Mas penaram um pouco na corrida de hoje.Outra dúvida era: será que alguém vai sofrer pane seca hoje? Bom, a pé por falta de combuistível ninguém ficou, mas é claro que os pilotos penaram um pouco com os pneus: carro mais pesado implica em sofrimento dos pneus. Tirando Vettel, o início da prova foi bem difícil, principalmente para quem largou com pneus macios. Os duros mantem um rendimento bem mais forte e fizeram muita diferença após o 1º pit stop, Ferrari que o diga. 
Além disso, uma grande dúvida pairava no ar em relação às novatas: Lotus, Virgin, Hispania. Todos pensavam em como seria o comportamento delas na pista e como seria a reação dos outros carros com esses que certamente seriam mais lentos. No fim, durante a corrida tudo foi tranquilo. Como esperado andaram devagar e como era esperado também, não conseguiram terminar a corrida, tirando a Lotus, que conseguiu chegar ao final com Kovalainen e Trulli, um pouco de mérito deles, que são mais experientes que a meninada estreante das outras equipes (tirando Glock).
No geral, a corrida foi tranquila e parece que o fim do reabastecimento vai forçar as ultrapassagens em pista. Entretanto, ainda esperamos dias mais emocionantes nesta 60ª temporada da F1.

Marretadas
  • Sauber - Ah, a Sauber estava lá? Juro que não percebi...
  • Williams - Conseguiram 1 pontinho com Barrichello, mas entra ano, passa ano a Williams se acomoda em ser uma equipe apenas mais ou menos. Vamos ver se consegue dar a seus pilotos carros um pouco mais confiáveis.
  • Renault - Nem o dinheiro de Putin vai fazer a Renault andar direito. Foi bem no treino mas hoje não rolou. Ainda mais com o Petrov, que na minha opinião é uma forçação pra fazer corrida na Russia e conseguir a grana dos novos ricos de lá. Onde o Kubica estava com a cabeça quando foi parar na Renault Lada? Essa temporada vai ser longa pra ele!
 Pontos positivos
  • Massa - Deu uma ótima resposta para quem pensava que ele não seria mais competitivo. Sem disputar um GP desde julho, provou que retomou a carreira exatamente de onde parou. Ainda está forte, rápido e a prova disso foi o seu rendimento no treino, garantindo a primeira fila e também na corrida. Na largada perdeu posição para Alonso, o que não é demérito algum, já que o espanhol é o melhor largador de todos os que estão lá. Manteve-se forte durante toda a corrida e ainda pode sonhar com o título.
  • Alonso - Casou com a Ferrari que nem uma luva. Çargou muito bem e quase assumiu a ponta. Mas manteve o ritmo forte a corrida inteira e quando o carro de Vettel começou a dar problema, estava lá como um predador, pronto para devorar a presa. E o fez. Se ninguém se mexer e deixarem Alonso "gostar" do campeonato, vai ser tarde demais para tentarem tiraro o título das garras dele.
  • Schumacher - aos 41 anos e com 7 títulos da F1 na gaveta, ele poderia estar disfrutando de uma aposentadoria rentável em casa, mas não. Sem resistir ao convite, pegou o capacete de novo e foi para a pista. Apesar das dificuldades e do físico, que não é mais o mesmo, ainda é competitivo, papando o 6º lugar hoje. Certamente, ainda vai dar bastante trabalho nesse ano!
Prêmio cata-tatu: Timo Glock
Não é supresa nenhuma a antipatia que tenho pelo moço, não é? Então. Agora ele está onde merece, no fim do grid. Tomara que o di Grassi de umas surras nele por mim... E que ele apareça por aqui muitas vezes... Muhhaaahahhaaaaaaa
Troféu F1-V8: Sebastian Vettel
Ignorando as dúvidas e incertezas do início da temporada, Vettel resolveu fazer o que sabe de melhor: acelerar. Por isso foi o pole, colocando poeira na boca de muita gente boa que teve que se contentar em largar atrás dele. Hoje fazia uma corrida impecável, até ter um problema mecânico sério, que quase o tirou definitivamente da disputa. Assim que cruzou a linha de chegada em 4º, parou, prova de que o problema realmente era muito sério. Mas mesmo assim, Vettel já mostrou que é valente e que não está para brincadeira em 2010. Cuidado com ele!!


Dúvida instigante: Será Schumacher vai vencer este ano???

quinta-feira, 11 de março de 2010

Bola de Cristal...

Não tem jeito não... A ansiedade da pré-temporada me pegou!! Estou aqui, num pé e no outro esperando os treinos livres de sexta feira. Mesmo por que os testes de inverno só dão uma leve impressão do que está por vir... Muita gente esconde o jogo e a verdade mesmo só é revelada na primeira corrida! Então, nada melhor pra curar a ansiedade que fazer previsões!!!!! Vamos lá!

Quem pode se dar bem:
Alonso: se adaptar-se bem ao carro da Ferrari, vai ficar com a faca e o queijo na mão... mas mudar de equipe, esperar que a Ferrari se recupere do fiasco de 2009 não são tarefas fáceis. Mas ele é o favorito...
Schumacher: como o corpo de um homem de 41 vai reagir à correria de 9 meses de corrida? Schumi é hepta, mas não é Chuck Norris. Se o entrosamento Schumacher-Brawn-Mercedes der certo, Alonso terá que colocar as barbas de molho e nós, ganharemos grandes duelos!! =)
Vettel: Ninguém mais duvida dele. Se a Red Bull der um carro decente na mão dele, tudo pode acontecer!
Massa: a expectativa é a de que continue com as boas atuações que vinha tendo antes do acidente. Mesmo ganhando muito, não vai conseguir ser o número um da Ferrari, mas pode mobilizar pessoas importantes da escuderia para trabalhar por ele.

Quem pode se dar mau:
Bruno Senna: tanta expectativa pode acabar em decepção... Sinceramente, torço muito pelo Bruno, ele merecia uma chance legal pela história pessoal dele. Mas acho que com a Hispania não vai rolar não. Nem shakedown eles fizeram!
diGrassi: É um bom piloto, mas vai ralar que nem sovaco de aleijado pra deixar o carro no ponto...
Renault: Já vinha na descendente há algum tempo, acho que 2010 mesmo com Kubica vai ser ladeira abaixo...
Incógnitas
McLaren: como será que estarão Hamilton e Button? E o carro, com sua asa mágica?
Lotus: Será que vai dar certo (minha torcida é siiim).
Webber: vai manter o bom ritmo de 2010?
Rosberg: Vai conseguir decolar e sair da sombra de Schumacher?

O que nos resta agora é esperar, não é?? Mesmo a base de ansiolíticos!!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Para as minhas companheiras de Rally...

 


Com licença poética

Quando nasci um anjo esbelto,
desses que tocam trombeta, anunciou:
vai carregar bandeira.
Cargo muito pesado pra mulher,
esta espécie ainda envergonhada.
Aceito os subterfúgios que me cabem,
sem precisar mentir.
Não sou tão feia que não possa casar,
acho o Rio de Janeiro uma beleza e
ora sim, ora não, creio em parto sem dor.
Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.
Inauguro linhagens, fundo reinos
-- dor não é amargura.
Minha tristeza não tem pedigree,
já a minha vontade de alegria,
sua raiz vai ao meu mil avô.
Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.
Mulher é desdobrável. Eu sou.
Adélia Prado

Feliz dia internacional das mulheres!

Faça um teste: coloca na pesquisa do google - mulheres F1. O que aparece? Na maioria dos resultados, temos: mulheres lindas do paddock, gatas do grid, mulheres e namoradas dos pilotos da F1.

Mas PAREM tudo!!! Eis que vejo uma salvação!!! Alguns resultados já aparecem um pouco diferentes... Mulheres comentando corridas???? Entendendo tudo de Mecânica de carros de Fórmula 1?? Por dentro das principais negociações dos bastidores?? Comentando a habilidade (ou a falta dela) dos pilotos?? Dando palpite em estratégias de corrida??
Sim, sim senhores, os tempos são outros!! Fico felicíssima em vê-las caminhando, amando o automobilismo, torcendo, entendendo, correndo atrás. Tem opiniões firmes e fortes e digo, com toda propriedade, que várias delas dão um verdadeiro banho em muitos "machos alfa" que por aí estão ganhando tubos de dinheiro falando bobagens parciais em alguns veículos de comunicação.

Hoje, manter este blog e ler a página dos favoritos para mim é motivo de prazer e de orgulho! Ver que dividinmos a mesma paixão. E olha, divido algo muito pessoal com vocês. Na escolinha, quando eu tinha uns 6 pra 7 aninhos falei no meio da aula que eu queria ser o Ayrton Senna ou o Piquet. Foi um escândalo! A professora arregalou os olhos. As meninas chatas me proibiram de ir ao banheirinho das meninas que ficava dentro da salinha... Só poderia voltar a frequentá-lo se fizesse uma espécie de "juramento", no qual eu renunciaria a paixão pelos carrinhos que eu insistia em levar para a escola e brincar sozinha... Resultado? Passava o dia prendendo o xixi. Fiquei envergonhada e não contei nada a ninguém. Em poucas semanas desenvolvi uma infecção urinária bem forte. Tomei um montão de antibiótico. Tive hepatite medicamentosa, petite Fernandinha quase foi dessa para melhor... Mas nunca abri mão dos meus carrinhos!!!!!
Por isso, é bom ter "companheiras" para compartilhar coisas desse mundo fascinante do automobilismo, que por uma atitude preconceituosa de nossa sociedade mesquinha e sexista foi meio que tirada do nosso alcance... Mas quando visito os blogs Octeto, Alessandra Alves, Aline (lyn Williams), Blog F1 girls, Guard Rail, entre tantos outros, vejo que não estou sozinha. Percebo que minha paixão é compartilhada. Sinto orgulho do quanto essas mulheres entendem de automobilismo. E me lembro de quando era pequena, do quanto eu desejava que alguém viesse brincar de carrinho comigo, viesse compartilhar histórias das corridas que eu assistia... O desejo se realizou! Agora tenho companheiras para caminhar ao meu lado!

Assim eu vejo a vida

A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.

Cora Coralina

Parabéns para todas nós, mulheres amantes das corridas de carro! Hoje é o nosso dia!

domingo, 7 de março de 2010

Rally Reality...



Kimi Raikkonen está aprendendo a duras penas a realidade do Rally. Não que ele seja um piloto fraco, muito longe disso. Mas mudar de categoria é muito difícil e rally de velocidade é um negócio muito complexo (eu que o diga, ainda uma aprendiz no rally de regularidade, onde andamos muito mais devagar para aprender a lidar com os terrenos). Mas mesmo assim, fica o vídeo do Rally do México, quando Raikkonen e Landstrom sofreram uma capotada incrível depois de encontrarem uma pedra pelo caminho. Vale prestar atenção na imagem interna. Mesmo com a sacolejada de 6 capotadas, o Raikkonen quase não se mexe, protegido pelo seu cockpit e o carro termina bem inteirinho, considerando a gravidade do choque.

Em seguida tem um vídeo do Loeb e seu navegador chatérrimo! Por isso que ele corre tanto, pra para de ouvir logo esse cara xarope!

Adeus 2009, alô 2010 - nada será como antes...

Estamos a uma semana do início da temporada 2010 da Fórmula 1, a 60ª de sua história. Domingo que vem a esta hora já saberemos quem foi o vencedor do GP do Bahrein e teremos uma leve noção de como os carros se comportarão para este ano. Quem blefou nos testes, favoritos que se confirmaram, quem decepciionou e quem fez bobagem. Mas de uma coisa podemos ter certeza, o início desta temporada será bem diferente da de 2009.

Ano passado algumas mudanças drásticas modificaram de forma sensível os carros da F-1. Alterações no regulamento minimizaram e simplificaram a aerodinâmica dos carros, que não deixou de receber uma grande novidade: a estréia das asas móveis, que permitiam a sua regulagem durante a volta, coisa antes considerada prática "herética" na F1. Mas talvez a principal mudança e que de certa forma determinou o campeão da temporada foi o desenvolvimento dos difusores duplos. Quem não se assombrou nas primeiras voltas do GP da Austrália de 2009, quando os carros da Brawn, Toyota e Williams praticamente engoliam os outros? Somente ali acho que os espectadores de Fórmula 1 deram a devida atenção à diferença que um difusor bem projetado pode fazer na sua vida! E o melhor, tudo dentro do regulamento, sem sujeira ou picaretagem. Para o chororô geral das grandes, principalmente Ferrari e McLaren, que se pudessem mandariam dar um fim na temida Brawn.

Mas Brawn o quê? Que assombro!!! Do limbo de ser ex-Honda, equipe que em 2008 pagou todos os vexames do mundo com propulsão a jegue e direito e declaração de falência em público. Nada como uma temporada depois da outra com um inverno bem grande e gélido no meio! Do martírio de 2008 à glória de 2009. Button e Barrichello foram totalmente fiéis durante os tempos difíceis foram recompensados com nada menos que o melhor carro da temporada em 2010. Tudo sob a batuta de Ross Brawn, que batizou a equipe e levou-a ao título investindo justamente naquilo que as outras grandes equipes deixaram para trás, já que agora era item proibidão de ser mexido: a aerodinâmica.

Aerodinâmica que também ascendeu uma outra estrela da F1: a Red Bull. Sempre considerada perigosa, nunca conseguira chegar de fato ao ponto mais alto do pódio. Mas em 2009 apareceu com um carro bonitinho, fininho, elegante, sofisticado assinado por Adrian Neway, o Homem da aerodinâmica na F1. E também com Sebastian Vettel, grande talento que acabou dando uma sacudida em MArk Webber, que parecia hibernado. Venceram corridas e chegaram a ameaçar a vantagem quilométrica que Button tinha no campeonato. Assombroso!

Tão assombroso quanto o acidente de Felipe Massa na Hungria. 1 Será que nós, fãs de F1 presenciaríamos novamente uma morte ao vivo? Foi horrível, uma mola que se soltou do carro de Barrichello e por mísero acaso (ou sincronicidade??) foi parar no rosto de Massa. O impacto poderia ter sido pior... Mas Massa foi melhorando, ficando mais forte e passou o resto da temporada se recuperando...

Recuperação, que foi a palavra chave da Ferrari em McLaren em 2009. Ninguém merece, comer poeira dos outros assim, ainda mais equipes que antes nem faziam cócegas nas escuderias mais poderosas do circo. Foi duro de ver as primeiras corridas dessas equipes. Comeram mais poeira que filtro de ar de carro de rali. Apanharam, sofreram, mas ainda conseguiram descolar uma vitória ou outra para não passar o ano em branco e diminuir a vergonha.

VERGONHA! Palavra que infelizmente voltou à cena na F1 em 2009. Uma demissão, um caso de sabotagem, brigas, vaidade, corrupção, guerra de poder. Desta vez Nelson Piquet e Briatore estavam no olho do furacão. O brasileiro obteve resultados fraquíssimos e vinha sendo ameaçado desde seu ano de estréia. Quando a ameaça tornou-se realidade, jogou no ventilador. Parecia escândalo político em Brasília, coincidentemente a cidade adotada por Piquet. A denúncia dizia que o piloto brasileiro fora obrigado a bater no GP de Cingapura no ano anterior para supostamente favorecer o companheiro, Fernando Alonso. Foi um bafafá daqueles. Este resultado alteraria o resultado do campeonato. Esta atitude colocaria a vida de Piquet e outros pilotos em risco. Tanto Piquet quanto Briatore estão fora da F1, sem antes um arrastado processo judicial e trocas de farpas sem noção. Até que ponto os resultados são manipulados? Até onde pode-se exigir do piloto? Qual o limite entre a ética e a vontade de vencer?

Vontade de vencer que move os sonhos das novas equipes, convidadas a entrar na F1. A volta de um antigo nome - Lotus, a despedida da Toyota e a saída da BMW da F1. A ousadia da Virgin, que virá com um brasileiro a mais - Lucas di Grassi, o sonho americano da USF1, quefoi por água abaixo. A desilusão de um campeão, Kimi Raikkonen, que resolveu descansar a cabeça no rally. A volta do hepta, Michael Schumacher. A realização do sonho espanhol de ver Alonso na Ferrari. A formação da McLaren genuinamente inglesa com Button e Hamilton. A experiência de BArrichello na Williams ao lado de um estreante. A transformação de Brawn em mercedes com Rosberg fechando uma equipe puramente germânica. O sonho agonizante de Senna na Hispania (ex-Campos) e a tentativa de Kubica em conseguir reerguer a sacudida Renault. Nunca a dança das cadeiras foi tão intensa, quase vertiginosa, parecia um jogo de xadrez e nos fez ver que tanto na vida quanto na F1 a única certeza é a da mudança.

Mudança que pode melhorar o campeonato. Nada de reabastecimentos em 2010! Parou, trocou o pneu, foi embora... Isso obrigou todo mundo a mexer nos motores. Além disso, o sistema de pontuação foi alterado. Nada de bizarrices como a suposta entrega de medalhas. Agora o campeão faz 25 pontos e até o 10º colocado pontua. Além de valorizar a vitória em relação ao 2º colocado. Nada de vencer pela regularidade apenas... tem que ganhar corrida! No mais restam as dúvidas... Ainda bem que estamos mais próximos que nunca das soluções e por que não dizer, de outras tantas dúvidas!!!

Feliz F1 2010 para todos!

quinta-feira, 4 de março de 2010

Em São Paulo...

O clima esquenta para as 300 milhas de SP da Fórmula Indy. Peças publicitárias em todos os lugares, promoções que pipocam daqui e dali. Hoje, voltando de lá para Brasília, quase tive a oportunidade de ver a Bia Figueiredo pilotando lá em um evento promocional. Pena que meu voo era pela manhã, bem cedinho e nem pude fazer nenhuma estripulia para ver o carro da Indy de perto.
credito: terra

Algumas ruas foram contempladas pelo "desfile" do carro da Bia Figueiredo. Entre elas a normalmente movimentadíssima 23 de Maio, na qual a pilota brasleira passou com uma velocidade de aproximadamente 150 km/h. Semana passada, passando pela Marginal Tietê, ali na saída do Sambódromo, onde será realizada a corrida no dia 14/03 ainda está meio difícil imaginar um circuito de rua. Alguns problemas no asfalto estão sendo solucionados e dá pra ver as equipes trabalhando por lá até mesmo durante a noite para deixar a pista 100 para as 300 milhas. O que está dificil de arranjar em Sampa é hospedagem. Os hotéis da região do Anhembi e Barra Funda já estão lotadíssimos. Quem quiser se hospedar próximo ao local da corrida terá que desembolsar um dinheirinho a mais ou ficar mais longe.

E quem AINDA NÃO GARANTIU HOSPEDAGEM PARA A FÓRMULA 1 EM NOVEMBRO é bom se apressar!!!!! Os hotéis já estão quase que 100% reservados!! E com preços EXORBITANTES!! Não dê mole, depois vai ter que ficar hospedado na casa de alguma tia incoveniente ou de algum primo que não toma banho desde 2007.