segunda-feira, 4 de agosto de 2008

GP da Hungria: Zebra Finlandesa


Todos os anos é a mesma história. Quando chega o GP da Hungria já esperamos a procissão de carros de F1, andando em fila indiana (ou seria húngara?) por todas as voltas da corrida. Em geral, as emoções ficam reservadas para a largada, quando alguém arrisca uma ultrapassagem. Passadas as primeiras curvas, tudo fica na mesma, até a bandeirada final. Mas será que em 2008, a temporada dos imprevistos, o GP da Hungria seria assim também? Claro que NÃO!

A F1 desembarcou em Hungaroring apostando na superioridade dos carros da McLaren. E não foi difícil para Lewis Hamilton e Heikki Kovalainen confirmarem a dobradinha na primeira fila do grid de largada da corrida deste domingo. Mas o melhor tempo registrado por Felipe Massa durante o Q2, apontava o que o brasileiro e sua Ferrari poderiam aprontar na pista Húngara.
  • Logo na largada Felipe Massa mostrou que poderia acabar com a festa das flechas de prata. Em uma manobra fantástica, aproveitou o fato de estar largando do lado limpo da pista e ganhou a posição de Kovalainen. Assim, conseguiu encostar em Lewis Hamilton e retardando a freada e tomando o traçado externo da curva assumiu a liderança da prova;
  • Com uma largada tranquila, sem muitos incidentes, a prova seguiu monótona. A pasmaceira foi quebrada apenas com os princípios de incêndio nos carros de Bourdais Barrichello e Nakajima.
  • Na volta 41, o imprevisto deu as caras pela primeira vez na corrida: o pneu dianteiro esquerdo de Lewis Hamilton estourou e o inglês perdeu várias posições. Assim, Massa consolidava uma liderança tranquila e sem Hamilton no seu encalce, garantiria a ponta do campeonato se a corrida terminasse naquele momento. Após a troca de pneus, Lewis Hamilton voltou à pista em 10º;
  • Enquanto isso, a Toyota de Timo Glock fazia um bom trabalho e assegurava sua terceira posição. Outro que também estava bem era Nelson Piquet, que se garantia na zona de pontos. Fernando Alonso e Kimi Raikkonen ensaiavam uma briga, porém ninguém arriscava uma ultrapassagem;
  • Quando tudo parecia decidido e a vitória de Massa consolidada, o motor da Ferrari nº2 abriu o bico, deixando o brasileiro na mão a apenas 3 voltas do final. A falha imprevista no motor da Ferrari retirou de Massa a vitória e a liderança no mundial de pilotos;
  • Com isso, a vitória caiu no colo de Heikki Kovalainen, que vinha em segundo lugar. Timo Glock e Kimi Raikkonen completaram o pódio. Fernando Alonso, Hamilton, Piquet, Trulli e Kubica chegaram à zona de pontuação;
  • Com o revira-volta da corrida de hoje, Hamilton segue na liderança com 62 pontos, 5 a mais que Kimi Raikkonen, o vice-líder. Felipe Massa está em terceiro na classificação geral com 54 pontos.

Pontos positivos:

  • Timo Glock: depois do susto na Alemanha, recuperou-se fisicamente e fez uma grande corrida. Mostrou-se forte e sua Toyota teve desempenho consistente. Fez um ótimo tempo no sábado e largou bem no domingo deixando Robert Kubica para trás antes da primeira curva. Na corrida manteve-se bem e resistiu aos ataques de Raikkonen e sua Ferrari. Com os problemas de Massa e Hamilton viu a possibilidade de conquistar seu primeiro pódio chegar e se realizar. Mais um calouro de pódio em 2008.
  • Nelson Piquet e Fernando Alonso: a dupla correu bem hoje. E os méritos nem podem ir todos para a Renault, afinal a única vantagem que a equipe mostrou hoje foi não apresentar problemas mecânicos. Fernando Alonso foi assediado por Raikkonen durante boa parte da corrida e Nelson Piquet defendeu bravamente a posição ao sofrer ataques de Trulli. Resultado? Um terminou em 4º e o outro em 6º.
  • Heikki Kovalainen: Nas últimas corridas parecia que nada dava certo para ele. Largava bem mas na corrida não chegava nem a beliscar o pódio. Com isso, começaram a surgir rumores de que cederia seu lugar na McLaren para Nico Rosberg. Entretanto, na quinta-feira a equipe inglesa desmentiu os boatos e anunciou que Heikki ficaria mais uma temporada por lá. Motivado pela renovação, o finlandês fez uma boa classificação (largou em 2º) e manteve-se bem posicionado durante a corrida. Na hora do imprevisto, a sorte sorriu pra ele e Kovalainen viu a sua 1ª vitória cair do céu direto no seu cockpit. Que sirva de estímulo para apagar as atuações aguadas que ele vinha tendo.

Marretadas:

  • BMW: mais uma vez sofreu apagão aerodinâmico nas pistas travadas. Assim, Kubica e Heidfeld ficaram para trás na Hungria. Com o desempenho pífio de hoje, a BMW perdeu a liderança do mundial para a McLaren. E mais uma vez vê que se seu carro não consegue fazer curva, Kubica não poderá fazer nenhum milagre.
  • Kimi Raikkonen: mais uma das esquisitices do Kimi. Nos treinos classificatórios não tem conseguido bons tempos. Nas corridas fica meio que adormecido, acomodado, morno. Mas de uma hora para outra acorda e resolve correr. Entretanto, muitas vezes, acorda tarde demais para uma reação. Hoje foi assim. Largou em 6º passou 50 voltas dormindo e faltando 8 voltas para o final acordou e começou a atacar Glock. Assim, marcou a volta mais rápida da corrida (já foi a 7ª do ano) e chegou ao pódio. Nas outras corridas, se não acordar antes do sábado, Kimi pode ficar a ver navios nesse campeonato.

Troféu cata-tatu: Injetores de gasolina

Todas as equipes da F1 recebem bicos injetores de combustível fornecidos pelo mesmo fabricante. Esta peça, apesar de não fazer parte do carro, é das mais importantes e pode decidir corridas e campeonatos. Ela é de alta exigência, e é dimensionada para injetar 12kg de combustível por segundo no tanque. Mas hoje, houveram 4 episódios de falha nos pit stops (2 princípios de incêndio na STR de Bourdais e 1 vez com Nakajima e Barrichello). Com as altíssimas temperaturas na pista húngara, vazamentos pequenos produziram labaredas durante os reabastecimentos. É melhor o pessoal ficar de olho, afinal, foram muitas falhas para um dia só!

Troféu F1-V8: Felipe Massa

Merece o prêmio. A largada de hoje, pulando da terceira posição para a ponta, foi fantástica. Quando Hamilton e Kovalainen acordaram, Massa já havia disparado na frente. O brasileiro fazia até então uma de suas melhores apresentações, uma corrida perfeita, limpa, racional. Com os problemas de Hamilton e os apuros de Raikkonen, Massa assumiria folgado a liderança do mundial, o que poderia ser o primeiro passo para o título. Mas, a 3 voltas do final, o brasileiro sentiu o gosto amargo da derrota ao ver seu motor ir pelos ares. Foi de dar dó, mas são coisas que acontecem em corridas de carros. Agora terá que se recuperar e correr atrás do prejuízo na desconhecida pista de Valência.


Perguntas instigantes: Felipe Massa ainda pode sonhar com o título??

7 comentários:

F-1 A.L.C. disse...

Felipe pode sim, sonhar com o título. fez uma corrida maravilhosa, e nem sempre o circuito vai castigar tanto o motor quanto hungaroring

é só esperar que o felipaso vai dar a surpresa

GiglioF1 disse...

Meninas,

Como assim sonhar com o título??...ou voces acompanham um outro campeonato??..ehehee

Título para Massa nao é um sonho ...na realidade bem real....
Valencia é circuito pra ele...Veloz ,bom grip,calor e curvas rapidas...e nao haverá chuva!!!

Belo post e justo o Premio!!!!!
Abraco!!

Ron Groo disse...

Sobre o trofeu cata tatu, depois olhem o que eles ocasionaram em meu blog...

E respondendo a pergunta instigante:
O melhor momento entre as equipes é da McLata, mas entre os pilotos é de longe o Maffinha.
Ele está com aquela gana, aquele ranger de dentes tipico de quem ta focado demais.
Ainda dá sim.. Se a Fiat, digo Ferrari deixar.

OCTETO RACING TEAM disse...

Oi meninassss ...

Acho o Massa pode sonhar com o título sim!! Não que eu esteja torcendo para ele, mas são poucos os pontos que o separam de Kimi!!!
E como nesta temporada tem acontecido de tudo um pouco ... não duvido de mais nada!! hehehehe

Bjinhoss do octeto p/ vcs!!

Tati

Fabricio disse...

Sinceramente, não só pode como deve, este campeonato está muito apertado, qualquer um dos 3 pode sim sonhar com o título, mas pessoalmente acho que está mais pra Massa x Hamilton, o filandes, anda sonolento demais pro meu gosto. Agora é torcer pra equipe colaborar, pois se num fossem os erros de estratégia e quebrar, o Massa tava na liderança com certa folga.

Felipe Maciel disse...

O campeonato vai ser disputado até a última corrida. Tomara que os três cheguem no Brasil com chances de novo...

Marcelonso disse...

Meninas,


Isso sim que é análise da corrida!Vcs são excelentes.
Qto a Massa,saiu fortalecido desse episódio,se pilotar com a mesma agressividade tenho certeza que vai lutar pelo campeonanto.
Agora vamos combinar,não pode mais explodir motor,nem pitstupidus de Domeniliuss....

abraços