segunda-feira, 24 de março de 2008

GP da Malásia: Raikkonen contra ataca


A previsão de chuva torrencial não se confirmou e o caminho esteve aberto para um domingo de sol (muito quente) em Sepang. Parecia um cenário perfeito para a Ferrari dar um passeio e fazer um 1-2 nas outras equipes, já que as McLaren largavam longe após a punição do sábado. Apesar de não ter sido um sufoco como na Austrália, nem tudo foi fácil neste domingo de Páscoa. Vamos aos destaques:


  • Quem ficou acordado ou colocou o relógio para despertar não viu uma corrida tão emocionante. Se alguém descuidou do sono certamente cochilou durante a corrida e foi acordar com o Pai Nosso na missa do Padre Marcelo. As retas sem fim de Sepang e a pista larga dão a sensação de que os carros estão mais lentos e que os nossos olhos (do outro lado do mundo) estão fechando;

  • Durante a primeira parte da corrida, ficou claro o domínio da Ferrari. Massa e Raikkonen sumiram na frente e corriam sem adversários. Caso Massa não tivesse abandonado na volta 31, essa seria a dobradinha mais fácil do ano;

  • Em Sepang o controle de tração fez menos falta. Mas ainda tem muita gente com saudade dele;

  • Os brasileiros continuam zerados em 2008. Massa vinha na luta pela liderança quando rodou e saiu na 31ª volta. Barrichello novamente se desentedeu coms as regras dos pits, foi punido e cruzou a linha de chegada em 14º. Piquet conseguiu completar sua primeira corrida e chegou em 11º;

  • Em duas corridas podemos perceber que esta temporada está bem equilibrada. O pódio foi frequentado por 6 pilotos diferentes e os pontos estão bem distribuidos. Ninguém parece despontar como grande favorito e até as equipes superpoderosas estão demonstrando que também podem cometer erros e embolar a situação no campeonato. Ferrari passou um aperto na Austrália. Na Malásia, foi a vez da McLaren correr atrás do prejuízo;

Destaques positivos

  • A bela disputa Heidfeld-Coulthard-Alonso. Eles pareciam insanos. Usaram a larga pista de Sepang para acelerar e frear depois do Deus-me-livre nas curvas. Essa veio de presente para quem aguentou ficar acordado e certamente vai ser uma das imagens marcantes de 2008;

  • A BMW está virando habituée do pódio. Desta vez foi com Kubica, que chegou na segunda posição, realizando uma corrida limpa, sem erros. A equipe tem mostrado confiabilidade e consistência. No finalzinho, ainda papou a volta mais rápida da corrida com Nick Heidfeld.

  • Hekki Kovalainen recuperou-se da mão-boba da Austrália e fez ótima corrida. Largou em 8º e recuperou-se durante a prova, conseguindo o segundo pódio da carreira.

  • Depois de temporadas sofrendo com o carro pouco competitivo da Toyota, Trulli fez um bom final de semana na Malásia. Foi a surpresa do sábado, largando em 3º após as punições da McLaren. No domingo, conseguiu levar seu Toyota ao 4º lugar, conquistando preciosos pontinhos.

Marretadas

  • O novo recapeamento de Sepang parece ter sido uma pedra no sapato dos pilotos. Muitos alegaram que a pista estava muito escorregadia e que a aderência, antes característica do circuito, diminuiu bastante;

  • O que está acontecendo com os mecânicos da F1? Depois da pirulitada na cara do Barrichello, foi a vez do cidadão da McLaren se atrapalhar com a super calota da roda dianteira direita de Lewis Hamilton. Não satisfeito com a trapalhada no 1º pit-stop, ele repetiu no 2º;

  • Existem investigações sobre a confiabilidade do sistema de suspensão da Red Bull. Depois de escapadas de pista na Austália e na Malásia, ficou evidente que ela parece virar farinha quando submetida a esforços mais complexos;

Prêmio cata-tatu: Sebastien Bourdais

Deu uma catada de tatu fenomenal na 1ª curva da corrida. Ficou por lá mesmo!


Prêmio roda-baiana: Felipe Massa

Vinha tentando tirar tempo em relação a Kimi Raikkonen, que liderava a prova. Na 31ª volta, apoiou demais na zebra da curva 7, perdeu a traseira e acabou rodando. A rodada acabou ofuscando a pole brilhante conquistada no sábado.


Troféu F1-V8: Kimi Räikkönen

Comemorou em grande estilo os 5 anos de sua primeira vitória na F-1 voltando a vencer na Malásia. Fez uma largada sábia, evitando o confronto direto com Massa e manteve-se próximo do brasileiro. Quando teve pista livre, fez voltas velocíssimas e assim assumiu a liderança, chegando tranquilamente à vitória.


Pergunta instigante: Até quando a imprensa européia vai querer mandar e desmandar nas equipes da F1?

5 comentários:

formula uno a lo camba disse...

o que aconteceu com felipe tem uma expllicação clara: a roda estava escorrregadiça por excesso de creme de barbear!!!
quero pedir um favor a vcs se não for muito pedir mais já pedindo: façam um post explicando o negocio da suspensão da RBR, se a fernanda consegue informação,
fantaastico post, este blog está evoluindo mais rápido que a sauber, kkkk...

Leandro Montianele disse...

O problema da imprensa europeia é que eles acham que são donos da verdade. Fazer o que né!?

Bjos

Leandro (Loucos por F-1)

Adalberto Althoff Jr. disse...

Post fantástico, digno dos maiores portais de automobilismo, parabéns!!!

um dia eu chego lá... hehehe

kimi_cris disse...

foi uma grande vitória de Raikkonen, dominou a corrida completamente.

Blog F1 Trulli disse...

huahauhauhuahuahua
esse prêmio roda baiana foi ótimo
eu rir muito com Massa...,
fica visível a irregularidade d Massa..., quando tentou andar + rápido ele simplesmente errou td (isso sem re-lembrar os da Austrália)...

Trulli, tava + do que na hora da Toyota da uma melhorada e vamos atrás desse podio hauahauuhauh

vlw por me add (já te add la tb)

abraços

Ciro