domingo, 8 de junho de 2008

GP do Canadá - O milagre de Kubica


Dramático, emocionante, imprevisível. Esses são alguns dos adjetivos empregados quando o assunto é o GP do Canadá, disputado neste domingo. Na verdade, o dia já começou com uma grande preocupação: a pista parecia esfarelar-se com o passar do tempo. E poderia jogar contra a segurança dos pilotos no transcorrer da corrida. Durante a noite e horas antes da largada, foi providenciado um recapeamento de emergência, uma situação um tanto quanto inusitada, que provocou apreensão e protestos entre os pilotos. Mesmo com asfalto defeituoso, os 20 carros largaram e vimos como uma corrida com previsão de ser problemática transformou-se em um verdadeiro corridão...
  • A largada transcorreu sem problemas. Hamilton manteve a ponta. Kubica e Raikkonen disputaram a segunda posição, mas o polonês levou a melhor. Rosberg, Alonso e Massa seguiram os líderes. Ao contrário do que se esperava, nenhum incidente aconteceu nas primeiras voltas;
  • A prova transcorria normalmente até a primeira entrada do Safety Car, na volta 17. Duas voltas depois, os 7 primeiros colocados aproveitaram a presença do SC e rumaram juntos para os pits. Kubica e Raikkonen saíram colados e pararam esperando a abertura dos boxes. Porém, Hamilton não viu a luz vermelha e acertou em cheio a traseira de Raikkonen. Os líderes do campeonato estavam fora da disputa;
  • Com isso, houve um verdadeiro reviravolta na pista. Quem não foi para os pits, se deu bem e ficou na frente. Barrichello chegou até a andar muitas voltas na liderança. A esta altura, o resultado do GP do Canadá era totalmente imprevisível;
  • Com a saída do Safety Car e as paradas nos pits dos pilotos que faltavam, Robert Kubica assumiu a liderança da corrida, seguido por seu companheiro de equipe, Nick Heidfeld. Alonso aparecia de forma surpreendente na terceira posição, porém mais uma vez foi traído pelo câmbio da sua Renault, abrindo caminho para o pódio de David Coulthard;
  • Massa fez uma corrida de recuperação após problemas no seu primeiro reabastecimento. Terminou em 5º e protagonizou um dos momentos mais bonitos da prova, ultrapassando, na mesma manobra, Kovalainen e Barrichello. Ao contrário de Felipe, Piquet novamente decepcionou, abandonando mais uma vez. Quem vem em uma maré de sorte é Barrichello, que até apareceu na liderança da prova, mas seu Honda só permitiu que conquistasse um 7º lugar;
  • A vitória de Kubica colocou o polonês na liderança do campeonato. Massa e Hamilton dividem a vice-liderança com 38 pontos. Raikkonen caiu para terceiro com 35 pontos. Em 3 corridas, a temporada teve 3 líderes diferentes...

Pontos Positivos:

  • BMW: em uma só prova conquistou a primeira vitória e a primeira dobradinha. Desde o início da temporada tem se mostrado capaz de alfinetar o Olimpo da Ferrari e já deixou a McLaren para trás faz tempo. Só estava faltando mostrar para todos que era capaz de vencer. Venceu...
  • Coulthard e Barrichello: Quando todo mundo já estava achando que eles iam jogar bocha e pendurar os capacetes, eles renascem. Barrichello andando bem em uma pista claramente desfavorável para seu carro. Coulthard, finalmente afastado de confusões na pista, e mantendo um bom ritmo na corrida. Resultado? 2 pontos para um, um pódio para o outro. A fila do INSS perde mais dois candidados a aposentadoria.
  • Heidfeld: Ele parecia morto no campeonato... mas no Canadá resolveu acordar e mostrou paciência e tranquilidade para tirar o melhor de sua BMW. É o próximo da fila para conseguir a primeira vitória na F1.
  • Glock: Depois de visitar de forma assídua a sessão cata-tatu e roda bahiana, o menino se regenerou e migrou para os destaques da prova. Hoje, conduziu de forma firme e persistente e acabou chegando em 4º.

Marretadas

  • Asfalto: Espera aí, parem as máquinas!!! Como assim, metem máquina para recapear a pista faltando 90 minutos para a largada??? Os serviços deveriam ter sido feitos muito tempo antes da corrida. Os pontos recapeados são pontos de frenagens bruscas e qualquer alteração no asfalto pode significar perda de controle do carro. Os pilotos correram riscos pilotando em uma pista com pontos de asfalto esfarelento, parecendo uma farinha. Foi triste de ver que no 30º ano de aniversário do GP do Canadá em Montreal, a pista de Gilles Villeneuve apresente sinais sérios de negligência... Ah, se fosse aqui...
  • Kovalainen: o Heikki é bom piloto. Tem se classificado bem, não erra muito... mas acontece alguma coisa com ele durante a corrida que ele simplesmente não pontua. Larga entre os primeiros e passa a corrida inteira lutando lá atrás. Algo acontece no frigir dos ovos e Heikki vai lá para trás e não volta para frente... Inexplicável!
  • Rosberg: foi uma pena, mas jogou fora as chances claras de pódio que tinha ao ir na onda de Hamilton e ignorar o sinal vermelho de saída dos pits. Fez ótimos tempos na sexta e no sábado, colocou o carro em 5º no grid mas fez bobagem, terminou em 10º e com 10 posições a mais na corrida que vem como punição.
  • Wall of champions: já não é mais o mesmo. Já não vive mais os dias de glória como aquele em que 7 pilotos deram bitocas nele, entre eles 2 campeões do mundo. Anda perdendo espaço para uma curva com asfalto de farinha e um certo sinal na saída dos pits... As coisas já não são mais as mesmas no Canadá.

Troféu Navalha : Lewis Hamilton
Os prêmios Cata-tatu e roda bahiana foram trocados por motivos evidentes pelo troféu navalha. Isto porque a barbeiragem de Hamilton na saída dos pits foi das grossas. Foi fruto de afobamento. Parecia alguns motoristas aqui de Brasília, quando introduziram a lei de parada na faixa de pedestres na cidade. Quase todo mundo por aqui teve seu dia ou de Hamilton ou de Raikkonen. Engraçado que Rosberg também saiu todo afobadinho e fez um engavetamento daqueles. No centro de São Paulo, na hora do rush, isto causaria um engarrafamento de uns 200 km.

Troféu F1-V8: Robert Kubica
Há um ano atrás, no mesmo GP do Canadá o mundo inteiro assustou-se com uma BMW que se espatifava contra o muro e voltava destruída para a pista. A única coisa visível era um capacete laranja, que todos identificaram prontamente como o de Robert Kubica. Poucos acreditaram que de uma batida tão violenta alguém pudesse sair vivo. Mas o piloto polonês saiu de lá com apenas um pé torcido. Então passaram a chamar o acontecido de "milagre". Mas o "milagre" ainda não estava completo. Renascer ao sair de um acidente tão violento certamente é uma dádiva. Voltar ao mesmo local 1 ano depois, sacudir a poeira, superar o trauma e conquistar a primeira vitória da carreira na mesma pista, isso sim é MILAGRE.

Perguntas instigantes:

Kubica, Hamilton, Massa, Raikkonen... Quem vai levar a melhor?

Esta temporada está mais disputada que a anterior?

12 comentários:

F-1 A Lo Camba disse...

pessoal:
acho que o premio caca tatu podia ter sido dado ao pessoal da administracão do GP, pela incrivel falta de seriedade ao recapar a curva ao melhor estilo operacão tapa-buraco

falando disso, essa ultrapassagem de felipe me fez suspeita que ele esteve praticando nas estadas de Mato Grosso, aqui na BR163. so assim pode passar a 200 km/hr nesse recapado!!

o felipe tambem merecia podio, uma pena

F-1 A Lo Camba disse...

vcs viram o jeito brasileiro de hamilton? tava om medo de ser asaltado no sinaleiro!

Carol_Zigler disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKK, meninas, adorei o Blog de vocês! Quem disse que mulher não pode se enfiar na F1? Bem, não entendo tanto quanto vocês, mas, realmente, o comentário de cima, o caca tatu deveria ter sido dado para a administração do GP. Onde já se viu (Heidfeld e Kubica até foram conferir se o asfalto tava direito, mas não ficaram satisfeitos; mal sabiam eles que eles iam dar à BMW a dobradinha, héim?). E, realmente, Hamilton e Rosberg foram afobados (o Hamilton mais que o Nico na minha opinião, mas, voilá). Ah, falando uma coisa, eu acho que o Hamilton não tentou desviar não; pra mim ele tentou botar o carro de lado e tentar passar o Kimi naquele espaço micro (nunca se sabe o que se passa na cabeça de piloto, igual o Alonso em Monaco). Bem, beijos pra vocês, obrigada pela visita.

OBS.: Ah, os poloneses tavam comemorando sim a vitória do Kubica na Euro, tanto que eles achavam q a Alemanha ia perder pelo fato de o Kubica ter ficado na frente do Heidfeld.

Felipe Maciel disse...

Essa do jeito brasileiro que tem medo do sinal foi boa kkkkkk

Quanto ao Heikki, eu também não entendo o que acontece com ele. O cara não consegue marcar pontos por nada, não é possível... brigou tanto a corrida inteira e nada. Que fase...

Rodrigo Segura disse...

Sinceramente, eu também esperava mais do Wall of Champions!!! Essa parede realmente não é a mesma!!! rs!!

Abraços,

Rodrigo Segura

Ron Groo disse...

Foi milagre não. Um pouco de sorte de futuro campeão, umas burradas dos lideres e pronto. Tem-se a primeira vitória de um polonês que promete.
Se foi justa ou não, o que aconteceria se todos estivessem na pista ninguém nunca vai saber.
E quanto ao Couhtard... Agora ele é o heroi da terceira idade.....

OCTETO RACING TEAM disse...

Hahahaha... Boa pergunta ?? Quem será que leva esta ano??

Acho que kimi ainda tem uma vantagem sovre os outros!
Sei lá ... é um palpite!

Imagina se aquilo acontece em Sampa?? Nossa senhora!!
Se bem que aqui onde moro tb seria uma caosss!! hahahaha

Bjinhosss do Octeto para vcs!!!!

Tati

Priscilla Bar disse...

Eu só sei que esse ano nao vai ser do Hamilton.

Muro dos Campeoes-também esperava mais,até perguntei ao pessoal do blog se tinham alguma sugestao do primeiro a beijar o muro.Nao foi dessa vez.

Massa-nao gosto dele,mas corridao.

Kovalainen - deve tá sofrendo do mesmo mal do Heidfeld.

Kubica-Mereceu

BJS

Marcelonso disse...

Meninas,

Como sempre uma leitura genial da corrida,que aliás foi muito boa.
O polaco é muito bom,e como todo fora de série,teve uma boa ajuda da sorte,mas fez por onde também.
Como são as coisas,venceu na pista onde quase morreu a um ano,e na terra daquele que foi mandado embora para lhe dar lugar:Jacques Villeneuve.

abraço

Lucas Israel disse...

Kubica não luta esse ano pelo título a não ser que chova em 70% das corridas até o fim da temporada. Hamilton provou ser o novo candidato a Mansell dos novos tempos: Corre muito bem mas as idiotices baixam de nível a cada dia.

A luta do campeonato deve se restringir apenas a Ferrari. Isso se não jogarem o campeonato fora, como fez a McLaren em 2007.

Button mal pra caramba, será que fica na Honda por muito tempo? Barrichello se mostra mais à vontade com o carro nipônico que o inglês.

GiglioF1 disse...

Meninas,

Comparto a grande maioria das observações...Tenho medo qdo o premio navalha se transformar em premio Bazuka!!!...mas acredito que Lewis , talento a parte, tem, ainda repertório este ano para este futuro premio!!!
Abraço!

Loucos por F-1 disse...

Minha aposta: Robert Kubica.

Se não for esse ano com certeza em 2009 vai dar ele como campeão da Fórmula 1.
Concordo com o Ron Groo, apenas sorte de um futuro campeão.
Dá-lhe Kubica!!!

Bjos!

Leandro Montianele