quarta-feira, 4 de junho de 2008

Salut, Gilles!



Às vésperas do GP do Canadá, é inevitável não lembrarmos de um dos mitos da F1: o piloto Gilles Villeneuve. E justamente nesta temporada, fazem 30 anos que Gilles venceu sua primeira corrida na Formula 1, em casa.

Não é à toa que a linha de chegada da pista localizada em Montréal traz uma saudação a ele. Nesta pista ele fez verdadeiras "misérias" em sua curta carreira na F1. E pensar que a vida do canadense nas pistas começou em disputas em motocas que correm na neve, os snowmobiles. A chegada à F1 foi considerada um pouco tardia, aos 27 anos em 1977. Assim que chegou lá, conquistou a admiração de Enzo Ferrari, que logo o chamou para pilotar um de seus carros.
Em 8 de outubro de 1978, Gilles conquistou a sua primeira vitória na F1, em casa, na mesma pista de Montréal em que veremos a corrida de domingo. Largou da terceira posição, e conduziu sua Ferrari 312 T3 à vitória diante de 70.000 torcedores extasiados.


Outra corrida marcante de Villeneuve em Montréal aconteceu em 1981. Largando da 11ª posição, o piloto enfrentou, além da forte chuva que desabou sobre a Ile de Notre Dame, uma asa dianteira que quebrou logo nas primeiras voltas. Driblando a falta de visibilidade pela chuva e pelo aparato quebrado, Gilles continuou acelerando até que a asa dianteira quebrou-se por inteiro e levou sua Ferrari avariada ao pódio (3º lugar).



Gilles Villeneuve nunca foi campeão da F1. Também não foi um gênio das vitórias conquistadas, que foram apenas 6 em cinco anos de carreira. Entretanto, fascinou muitos dos que o viram correr e as histórias de seu jeito destemido de pilotar continuam conquistando fãs em todo o mundo. Gilles, quando entrava em um carro, parecia fundir-se com ele. Pilotava sem medo, acelerando até o fim, explorando todo o potencial que sua máquina poderia oferecer. Esperamos que neste domingo, ao passarem pela mensagem Salut Gilles, os pilotos da Fórmula 1 atual possam se recordar deste grande piloto e nos proporcionar uma bela corrida...


7 comentários:

GiglioF1 disse...

Meninas,

Gilles é um dos maiores expoentes do carisma de um piloto...apesar de na pista , além de alguns "shows" , não ter tido resultados impressionantes.

Aliás carisma esta provado que não é genético...certo??

Abraço do Giglio!

F-1 A Lo Camba disse...

e não somente carisma, tambem uma historia de sucesso.

interesante a saudacão na linha de meta. não sabia disso.

Marcelonso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelonso disse...

Olá meninas,

Gilles foi fantástico,era um piloto que não desistia nunca,outro grande momento foi aquele no circuito frances de Dijon onde brigou loucamente com Arnoux ,pelo segundo lugar.Villeneuve foi fabuloso.

abraço

Ron Groo disse...

Belo texto... E sem duvidas: Salut Gilles!

Loucos por F-1 disse...

Gilles foi um grande piloto mesmo não tendo uma carreira muito grande na Fórmula 1 e não tendo conquistado resultados expressivos.
Espero que tenhamos um grande GP do Canadá.

Bjos!

Leandro Montianele

Priscilla Bar disse...

Vcs explicaram bem:Nunca foi campeao e sua carreira foi curta mas foi um desses pilotos ímpares pra quem até hj fazemos reverência...

bjs