quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Red Bull F1 em Brasília - parte III


Passadas as movimentações do GP do Japão de Fórmula 1, é dia de (finalmente) falar do sábado em que os políticos do Congresso Nacional e seus escândalos cederam lugar para um motor Renault V-10 escandaloso que levou nada menos que 85mil brasilienses ao delírio!

O dia começou cedo. Depois de acompanhar o treino classificatório cochilando (misturando sonho, pesadelo e realidade), despertamos antes do sol nascer e rumamos para a Esplanada do Ministérios. Quando chegamos lá, foi bom ver que já estava tudo pronto. Uma arquibancada montada para os VIP's (em Brasília, até fila de banheiro de rodoviária tem um camarote VIP), as marcações de curva no circuito, as grades separando o público da pista. Estávamos andando pelo gramado, encontrando os amigos que estariam lá com certeza (Jana, nossa irmã postiça que foi com a gente, Fabrício, e família Dias - autoentitulados parentes mineiros de um certo Fernando Alonso Díaz...). Ainda discutindo onde seria a melhor posição para acompanhar a "passagem" da máquina da Red Bull, avistamos uma tenda com um monte de gente aglomerada e com os queixos caídos. Pelas expressões, soubemos que a "máquina" só poderia estar por lá. Foi emocionante ver o F1 tão de pertinho e os mecânicos trabalhando no carro para mandá-lo à pista. Ao lado, os carros da Stock Car que também desfilariam no Eixo Monumental. Demos sorte, pois poucos minutos depois ligaram o motor e ouvir o ronco do V-10 da Renault de 2006 foi de arrepiar! (o vídeo será postado aqui em breve!).














Este foi apenas um aperitivo do que ainda estava por vir!! Para não morrermos de ansiedade, decidimos passear pela Esplanada, afinal, passamos por lá quase todos os dias e ficar imaginanado que nesta pista onde pegamos cotidianamente engarrafamentos chatinhos (em Brasília as avenidas são largas e o trânsito ainda flui) um carro de Fórmula 1 rasgaria as retas sem fim da capital. As pessoas chegavam e percebíamos algo que é comum nos brasilienses: a paixão pela velocidade.










Foto city tour, uma briga de "touras" e equipe F1-V8 no centro do poder!


Até o Super-Homem apareceu por aqui!

O evento iniciou-se com um desfile dos motociclistas de Brasília (se soubesse, teria descolado uma moto e ido também). Eles nem conseguiam desenvolver velocidade, pois tinha uns 123589874416 de motos desfilando (aqui vendem-se como se vende água). Em seguida, foi a vez dos carros antigos tomarem conta do circuito. Tinha até um Puma GT Rosa (lembrei do Ron Groo e de sua “amizade” com o Nico Rosberg). Passado esse momento, tensão cresceu e foi a vez dos carros de Stock da Amir Nasr Red Bull levantarem o público já impaciente para o encontro com o carro da F1.


Carro do Nico...

Enquanto o Robert Dickens não assumia o controle de seu Red Bull, recebemos uma ligação de casa. Era a nossa mãe, perguntando pelo trecho de descida que liga o Congresso Nacional e a Praça dos Três Poderes. Ela estava preocupada com a manutenção do seu “recorde” no trecho. Bom, eu explico. Em 1978, meses após tirar a carteira de motorista, antes das fiscalizações eletrônicas dos “pardais” e das severas leis de velocidade nas cidades, nossa Mamãe resolveu dar um passeio com sua recém-comprada Caravan (fruto de anos e anos de economia dela e do nosso pai). Caravan na mão, acelerador macio, a mamãe empolgou-se com as retas, colocou 140km/h na bichinha, não conseguiu frear antes da descida e foi com tudo rumo à Praça dos Três Poderes. Depois do susto, ficou o orgulho de ter passado dos 140 km/h no meio da cidade (ainda hoje me pergunto como uma mãe de uma filha de 2 anos faz um serviço desses!) Depois de ouvir MUITO do meu pai (que também estava no carro com a nossa irmã mais velha no colo), ela saiu por se vangloriando dos seus feitos automobilísticos. No dia da apresentação da Red Bull ela estava arrasada, pois sabia que sua marca de 30 anos seria finalmente superada!

E não demorou pouco para a máquina ir para a pista. Logo escutamos aquele barulhinho familiar rasgando a Esplanada! Em um piscar de olhos o carro já estava na descida para a Praça dos Três Poderes. O povo gritava extasiado! Escutamos só o barulho das reduções e logo vinha ele, subindo no sentido contrário e passando bem na nossa frente! Incrível! Maravilhoso! As pessoas gritavam, pediam os famosos zerinhos! E lá se foi o carro, para mais uma volta!






Foto: Janaína Rosa

Ao todo, foram 10 passagens pelo circuito improvisado. Com direito até a escolta dos carros da Stock Car... Era máquina para ninguém botar defeito! Ficamos em um ponto perto do posto da imprensa, em frente ao Congresso Nacional, lugar propício para paradinhas estratégicas e os famosos “burn-out” dos pneus. Na última volta, Robert Dickens arriscou os zerinhos, levando a galera ao delírio!!

Foto: Janaína Rosa


As grades não foram suficientes para segurar a empolgação do povão, que invadiu a pista e recebeu o jovem piloto do Canadá como um verdadeiro ídolo! (Pela cara dele, percebe-se que ele mal acreditava no que estava acontecendo)...

Nesta hora, encontramos duas amigas da Engenharia Mecânica: Tathy e Ana Luísa. As duas, mais empolgadas que todo mundo, foram, juntamente com a Jana, colaboradoras chave na realização deste especial no blog. Jana contribuiu com suas fotos e animação. Tathy e Ana com seu networking, já que tiveram “as caras” de chamar o Amir Nasr em pessoa e perguntar se ele lembrava de nós dos tempos em que participamos da construção do nosso modelo de Formula-SAE (manufaturado no galpão ao lado da sede da Amir Nasr Racing). Ele foi bem receptivo e sem deixá-lo respirar, a Tahty disparou: o carro da Red Bull está na sede da sua equipe? A gente pode passar lá hoje? Meio sem ter o que responder ele disse que sim, então seguimos felizes e contentes para o presente de dia das crianças que todas nós pedimos a Deus!!!

Bom, mas isso é assunto para o próximo post! Esperem, as fotos e vídeos são de arrepiar!!

6 comentários:

Ron Groo disse...

Mal posso esperar pelo video, agora, minha 'amizade com o Nico' foi de doer hein? hahahaha
Este tipo de evento é importante para aproximar o publico do sempre muito distante da f1. A maioria absoluta vai ver estes carros apenas pela tv e olhe lá...
Aqui em S.P. o evento ano retrasado foi quase de madrugada o que impossibilitou uma festa neste porte.
Ah e mais uma coisinha.
Brasilia é linda, sem duvidas, mas, o sorriso de vocês duas é muito mais!
Obrigado pela lembrança.

F-1 A.L.C. disse...

aquele suprehomem, muito bom viu? fazendo posse com o joelho dobrado


fala pra tua mãe que o recorde foi batido, mais fica a coragem e o mérito da improvisação

Marcos Antônio Filho disse...

As fotos ficaram show meninas!dida pra sua mãe que o prêmio de consolação é que o recorde dela levou 30 anos pra ser batido!rs

Assim como o Groo,mal posso esperar o vídeo.Se vcs me permitirem, segunda-feira vou fazer um posto com as fotos de vcs.

GiglioF1 disse...

Meninas,

Sensacional!!!!!!...
No dia 26 agora a Renault estará em seu Roadshow em Lisboa..Mas fica dificil uma cobertura como esta!!!...pois o lugar onde estará nao tem a mesma visibilidade...
Bom trabalho e abraco!!!!!!!

F1 NA GERAL disse...

Deve ser mesmo de arrepiar acompanhar essa máquina de tão pertinho.
Abraços.

blogguardrail disse...

UUUUUUAAAAAAUUUUUU!!!!

Queremos vídeo!Queremos vídeo!

Show de bola o post!ADOREI!!!Quero saber mais..por favor, nao demorem pra postar.

Bjs