sexta-feira, 9 de maio de 2008

Tudo sobre - GP da Turquia


O circuito
Nome: Istambul Park
Extensão: 5.338 km
Número de voltas: 58
Recorde: 1:24.770 - JP Montoya (2005)
Pole em 2007: 1:27.329 - F.Massa

Nesta quinta etapa do mundial a Fórmula 1 desmbarca na Turquia, mais precisamente na cidade de Istambul. É lá, nas proximidades do importantíssimo Estreito de Bósforo, que está localizado o circuito de Istambul Park, o autódromo caçula entre os que sediam corridas da F1.

A pista, projetada pelo arquiteto alemão Hermann Tilke é considerada por Bernie Ecclestone "a melhor pista do mundo". Afinal ele é o dono do circuito... Mas existem motivos para que a pista esteja entre as melhores. Áreas VIP luxuosas, facilidades e mais facilidades além de um traçado desafiador.

O circuito de Istambul Park tem características marcantes. Além de Interlagos, esta é a única pista do calendário em que se corre no sentido anti-horário. Isso significa a exigência de adaptabilidade ao circuito pois a maioria das curvas são tomadas à esquerda e além disso, uma atenção redobrada aos pescoços dos pilotos, acostumados com circuitos no sentido horário. O traçado cheio de subidas e descidas, curvas sinuosas e desafiadores oferece grandes chances de ultrapassagens. Do ponto de vista mecânico, o sistema de suspensão é o mais exigido, pois a pista tem zebras altas que podem prejudicar o equilíbrio do carro se não tiver sido encontrado o ponto ideal de rigidez da suspensão.

Istambul Park tem uma das curvas mais desafiadoras dos circuitos nesta temporada. É a famosa curva 8, tomada à esquerda, em uma descida e é feita em 6ª marcha a 262 km/h. Tem quatro pernas e durante seu traçado, os pilotos sofrem uma força equivalente que se aproxima a 5g. Outro ponto crítico é a curva 1, logo após a reta. Como é veloz e tomada em descida, pode enrolar muita gente na largada.

Um comentário:

formula uno a lo camba disse...

na corrida gostei de ver ultrapassagens na curva 1

achava que a maior parte ia se realizar na reta oposta